Handlettering, você sabe o que é?

  • Notícia

Aqui na Varanda, além de profissionais competentes e dedicados, temos grandes artistas. Tá duvidando? Então confere o papo que tivemos com a nossa Diretora de Arte Evelin Quinone sobre handlettering e como essa atividade pode ir além do hobby e se tornar um negócio.

Handlettering, o que é?

O handlettering é o ato de desenhar letras, sem se prender a estilos e à “perfeição” da forma, já que sua característica principal é o “feito à mão”. As letras podem ser trabalhadas e combinadas com estilos e formas diferentes, a fim de gerar uma imagem.

As ferramentas utilizadas podem ser várias. Desde o material próprio, como canetas nanquins, pena, pincéis com ponta flexível e até mesmo um simples lápis. Há também quem já trabalha diretamente na forma digital, utilizando programas que simulam a pressão da caneta e pinceis que imitam a textura das pontas das canetas.

Como o handlettering entrou na sua vida?

Eu sempre tive o interesse por desenho e durante muito tempo tentei encontrar um estilo. Trabalhei com mangá, cartoon, retrato, mas nunca consegui realmente me aprimorar e me identificar. Tinha muita dificuldade com anatomia. Depois de um tempo acabei deixando de lado por não saber se vingaria no mercado com isso.

Meu primeiro contato com o handlettering foi trabalhando numa agência de publicidade, isso em 2014/2015. Ficava rabiscando umas letras, mas não tinha conhecimento do que realmente era e nunca levei isso para frente. Sempre tratei como um passatempo e uma forma de me desligar um pouco da rotina.

Já em 2017, foi o ano que realmente decidi estudar e me aprimorar sobre o assunto. Comecei a estudar nos tempos livres que tenho, pesquisando bastante sobre o tema. Foi quando descobri alguns artistas de handlettering de várias partes do mundo, que me influenciam e os quais eu admiro bastante, como: Marina Viabone, Talita Marques, Tiago Augusto, Wishjoyletters, Fiona Ariva, Ian Barnard, entre tantos outros. A partir desse ponto, eu realmente consegui me identificar com o handlettering e me aprofundar, transformando, o que era apenas hobby, numa nova ferramenta para as minhas atividades profissionais.

Qual a sua importância?

A importância que eu vejo no handlettering é que ele torna o trabalho do profissional mais pessoal e único. Pode ser o mesmo desenho, a mesma frase, mas a finalização sempre vai ser diferente.

Para mim o handlettering veio na forma de passatempo, de quebrar a rotina de agência, mas com o tempo se tornou algo importante no meu cotidiano. Às vezes estou perto de pessoas que falam algo interessante e já penso logo:

“Isso daria um lettering bacana!”

Que relação o handlettering mantém com o mercado?

O handlettering também pode ser e é muito aplicável no mercado publicitário, na criação de peças publicitárias, quando adequado às estratégias de comunicação, pois pode ser uma forma diferente de mostrar uma mensagem.

Na era digital, é muito comum buscar tipos prontos em sites e aplicá-los. Ter um trabalho criado pelas nossas próprias mãos traz grande importância e valor às peças criadas. Cada letra é cuidadosamente desenhada, diferente uma da outra, e trabalhada para dar significado a uma marca ou mensagem designada.

Em si, o mercado de handlettering é bem amplo e pode ser aplicado em qualquer produto ou meio. Há como criar lojas virtuais que tenham produtos personalizados com o handlettering, há como aplicar em paredes de bares, agências, casas, quartos e uma variedade de lugares.

Alguns handletterings de minha autoria e a evolução: