Uma bagagem de sabores

  • Notícia

Sabe aquela frase “um mundo de sabor”? Ela descreve bem meu desejo por culinária e viagem. Desde muito cedo eu sempre gostei de estar na cozinha. Minha avó e minha mãe foram grandes incentivadoras tanto para conhecer o mundo quanto para cozinhar. E vamos combinar? Nem era preciso muito incentivo para isso…

Sempre fui muito observador, nunca fui de anotar receitas. Então se alguém estava fazendo um prato que eu gostava, eu olhava atentamente cada detalhe, comparava os ingredientes que eu via sendo usado, tomava coragem e fazia. Foi assim com o meu primeiro prato, um nhoque à bolonhesa. Lembro que deu super certo e foram uns 3 kg de comida. Sim, o exagero é um problema de família! Quando viajei pela primeira vez à Itália fiz questão de pedir o mesmo prato só pra comparar… e acertei!

O conhecimento sempre me inspirou. Seja conhecer pessoas, lugares, culturas ou sabores, vivenciar novas experiências sempre mexeu comigo. Assim como viajar te dá oportunidade de ter contato com coisas e ideias que vão te inspirar em algum momento da vida, cozinhar é uma forma de viajar sem sair de casa e poder reviver toda aquela experiência que você teve um dia ou que você quer ter um dia. No meu trabalho, todo dia vivemos uma experiência diferente, todos os dias são novos desafios, novas necessidades. E as viagens me inspiram e ajudam a ter um outro ponto de vista para ser aplicado no meu dia-a-dia.

Tudo que faço, seja viajar, cozinhar ou trabalhar, faço com muita intensidade. Se eu gosto, então torno um objetivo pessoal. Acredito que só assim a gente dá a dedicação e a atenção que precisa. Só assim consigo vencer os desafios que cada tarefa exige, seja o mais simples arroz ou um voo para destinos não convencionais. Em uma viagem a Paris, há uns 10 anos, tive a oportunidade de fazer um curso rápido para turistas. Foram apenas 4 dias, mas posso dizer que fiz um curso na Le Cordon Bleu e quem gosta de cozinhar sabe o quanto isso é único.

Erros na cozinha ou problemas em viagens: quem ainda não passou, não se preocupe, você vai ter (risos). Por isso, ouse! Ouse fazer receitas complexas sem medo de errar. E quando for viajar, seja para onde for, busque experiências não convencionais, conheça pessoas e sabores que turistas tradicionais não buscariam.

Algumas dicas:
1. Para cozinhar eu gosto muito do site www.24kitchen.pt. Ele é bem dinâmico e as receitas dos Chefs Portugueses Francisco Moreira e Henrique Sá Pessoa funcionam muito bem.
2. Para quem gosta de viajar e quer uma experiência diferente tem o app Eatwith. Com ele, por exemplo, você pode almoçar ou jantar na casa de residentes locais e com pessoas de todas as partes do mundo que você jamais pensou em conhecer. Tenho grandes amigos graças a esse app, um deles é da Syria e vez por outra ele me envia doces da Hallab (os melhores doces Árabes do mundo) por tanto… #FicaDica.